Prosperidade nos Impostos

Prosperidade nos Impostos


Em Portugal, as pessoas seguem o conceito de posse, em que a pessoa tem o direito de direitos plenos e exclusivos de um imóvel. Este tipo de posse de propriedade dá ao mercado imobiliário Português uma vantagem sobre outros mercados imobiliários em toda a Europa!

Quando se trata de impostos relacionados com a riqueza, existem alguns fatores importantes que se deve ter em mente. Deve estar consciente da legislação referente a tributos referentes aos benefícios de um determinado tipo de riqueza, bem como as taxas aplicáveis ​​ou o conselho legal que pode oferecer o melhor aconselhamento jurídico, o que pode ser superior ao custo necessário.

Em Portugal, a compra de bens imóveis geralmente resulta na tributação de um imposto municipal local, que está relacionada com título de propriedade da propriedade de transferência.

Este imposto é cobrado quando os direitos de propriedade são transferidos em parte ou no seu todo. Além de propriedade plena, esse imposto também se aplica para habitação, uso temporário, usufruto, direito de superfície, e outros fins semelhantes.

Em que valor é aplicado este imposto?

Dependendo do que for maior, o imposto pode ser aplicado sobre o valor do imóvel ou o valor acordado conforme o contrato de compra.

Várias taxas são usadas para determinar este imposto especial. No entanto, para imóveis residenciais a taxa varia entre 0-6%, com excepção dos imóveis localizados nas regiões autónomas da Madeira e Açores, onde as taxas são mais baixas.

Como funciona o imposto de selo?

Esta é uma taxa para lidar com vários aspectos jurídicos da transferência como a manipulação e atualização de documentos, escrituras, documentos, contatos, e de conformidade com os atos. O imposto do selo é também com base no valor acordado no contrato de compra ou o valor tributável do imóvel, dependendo de qual for maior. Mesmo no caso de transferências que são completamente livres, este imposto é aplicável. A taxa de imposto de selo é de 0,8 por cento. Mesmo empréstimos entre os indivíduos ou outras entidades, pode transportar um imposto de selo.

Valor tributável

O valor a ser tributado é o valor que é especificado no momento em que o imóvel está registado, normalmente é considerada a data da venda. O registro de propriedade contém outras informações, bem como a identidade dos proprietários, a sua localização, e sua descrição, além de seu valor tributável. Os anos fiscais decorrem de Janeiro a Dezembro; o último dia de cada ano civil vê estes registros serem atualizados.

Quem paga esses impostos?

Estes impostos são pagos pela pessoa que está a comprar.

Como se pode pagar este impostos?

Estes podem ser pagos em qualquer Delegação das Finanças. Este imposto é pago sobre a base do valor tributável do imóvel de propriedade.

Qual é o valor do imposto Municipal sobre Imóveis?

A taxa varia quando se trata de impostos propriedade municipal, numa base anual, mas permanece dentro da faixa de 0,5 por cento e 0,3 por cento do valor tributável do imóvel, independentemente de se é industrial, residencial, comercial ou de qualquer outro tipo. Estes impostos são aplicados pelos Municípios em que o imóvel está localizado.

Quando é pago o imposto?

Este imposto é pago por cada ano depois de ter terminado. Considere as seguintes informações.

  • Pagamentos a serem feitos em Abril por um valor menor do que 250€;
  • Pagamentos a serem feitos em Abril e Novembro, se o montante se maior do que 250€, mas inferior ou igual a € 500;
  • Pagamentos a serem feitos em Abril, Julho e Novembro, se o montante for superior a 500€.

Qual é a forma de efectuar o pagamento?

Este imposto pode ser pago através do Home Banking, via Multibanco, através dos CTT, ou pessoalmente, em qualquer departamento das finanças no país.

Para os proprietários que não residem em Portugal mas vivem em outro local dentro da União Europeia, é importante ter um representante (Procurador) no domicílio fiscal do território Português. Um representante pode ser nomeado através do site das Finanças ou num departamento das finanças.

Numa situação em que o valor tributável do imóvel em questão for igual ou superior a 1,000,000 Euros, um imposto de selo de 1 por cento é aplicável.

Também é importante de notar que, se o comprador é um residente de um país ou região que possui regras fiscais mais favoráveis ​​do que Portugal, os tributos incidentes sobre a compra são muito mais elevados do que o que foi mencionado acima. Tais países ou regiões são conhecidos como paraísos fiscais. Tais situações justificam as seguintes taxas.

  • Imposto sobre a Propriedade a título oneroso – 10%
  • Imposto Municipal sobre Imóveis – 7,5%
  • Imposto do Selo – 7,5% (em todos os imóveis urbanos com um valor de 1.000.000 euros ou mais)

Certos benefícios fiscais também são aplicáveis ​​quando se trata desses impostos. Considere estes que seguem:

  • Propriedades destinadas para uso turístico
  • Propriedades reconstruídas
  • Propriedades relevantes para o Património Cultural
Estamos prontos para colaborar já na Compra ou Venda do seu imóvel.
+